NOTÍCIAS


Celine Dion dá detalhes sobre sua vida agora: ‘Cantar é doloroso’

Celine Dion revelou em dezembro de 2022 que havia sido diagnosticada com a rara condição médica conhecida como Síndrome da Pessoa Rígida, que está fazendo com que seus músculos endureçam gradualmente.

Sua batalha contra a doença continua, e ela agora deu alguns detalhes sobre como é viver com essa síndrome, em seu novo documentário “I Am: Celine Dion”, que estreia dia 25 de junho na Prime Video.

Celine conta no programa que a doença pode causar espasmos “abdominais, podem ser na coluna, podem ser nas costelas”.

“Às vezes, quando é muito grave, pode quebrar algumas costelas”, justificou, contando que já chegou a quebrar.

A artista confessa então que sua condição faz com que até cantar seja muito doloroso:

“É como se alguém estivesse te estrangulando… É como se alguém estivesse empurrando sua laringe e faringe quando ela entra em espasmo”, afirma.

I Am Celine Dion

Dando mais detalhes sobre como é a vida com a condição incapacitante, ela continuou: “Parece que se eu apontar meus pés, eles ficarão [naquela posição]. Ou, se eu cozinhar – porque eu amo cozinhar – meus dedos, minhas mãos ficarão na posição”, explica.

“É uma cãibra, mas é como se estivesse em uma posição, tipo, você não consegue destravá-los”, revela.

Os fãs aprenderão mais sobre a batalha de saúde de Celine em um próximo documentário da Amazon MGM que deve ser lançado no final deste mês.

Durante o especial, intitulado I Am: Celine Dion, a estrela se abre sobre seu arrependimento por não poder cantar para os fãs, dizendo: “Estou trabalhando duro todos os dias, mas tenho que admitir – tem sido uma luta. Sinto muita falta disso. Das pessoas. Sinto falta delas.”




10/06/2024 – Manhã da Diário

COMPARTILHE

SEGUE A @MANHADADIARIO

(96) 99122-6978

contato@manhadadiario.com.br

NO AR:
1 HORA DE MÚSICA - MANHÃ DA DIÁRIO